Auto-conhecimento, Saúde e Bem-estar

Cultivando a Paciência

CULTIVANDO A PACIÊNCIA

A paciência é a constância corajosa que se opõe ao mal.

Tudo o que queremos fazer em nossa vida requer paciência.

A paciência é uma das melhores maneiras de se alcançar nossos propósitos. Esta virtude é um exercício de amor, fé, inteligência e humildade, ela promove o crescimento das pessoas.

A paciência leva à perfeição, cria beleza, harmonia, reflexão e temperança. Ainda assim, temos que saber colocar esta virtude em perfeito equilíbrio, do contrário, pode ser mal interpretada por aqueles que adoram a preguiça de ações e pensamentos e sempre justificam seus atos confundindo-os com a maravilhosa virtude da paciência.

Nestes momentos, me vem à memória certa pessoa que conheço e a quem levei anos ensinando a ser mais rápida sem conseguir resultados satisfatórios. Finalmente, depois de tanto esforço, decidi deixá-lo em paz e compreendi que a mudança seria impossível se a pessoa adora sua forma de ser. Aprendi uma grande lição de um Mestre Zen, que disse: “se vês um quadro que está torto, não tentes corrigi-lo à força”.

O ser humano que está cansado de ver a si mesmo com os mesmos erros de sempre é, talvez, quem verdadeiramente quer mudar para ser diferente.

A impaciência é um defeito que nos torna intolerantes e irreflexivos, imóveis, tiranos, teimosos ou exigentes, o que não nos permite ver o ponto de vista alheio.

Se quisermos realmente nos liberar de um defeito, qualquer que seja ele e precisou ter paciência, tenacidade, constância e querer trabalhar dia-a-dia sobre o que me indica minha urgência interior.

Extrato do livro Alma de Diamante.

Cloris Adriana Rojo.

0
WhatsApp chat